Tarcísio Ribeiro

Tarcísio Ribeiro

Quinta, 16 Fevereiro 2017 11:51

Copa de Horrores

A quarta-feira de Copa do Brasil não foi das melhores para os representantes cearenses. Ceará, Fortaleza, Uniclinic e Guarani-J entraram em campo pela competição e apenas o time de Juazeiro do Norte avançou de fase. 

A primeira eliminação ficou por conta do Ceará que perdeu para o Boa Vista pelo placar de 1 a 0, gol de Marcelo Nicácio de pênalti em Saquarema-Rj. A jogada aconteceu após cobrança de escanteio, em que o árbitro da partida viu toque de mão do zagueiro Sandro e assinalou a penaldiade. A equipe desembarcou sob protestos da torcida e o clima no aeroporto não foi nada agradável. A atitude da diretoria alvinegra foi a demissão do treinador Gilmar dal Pozzo no comando técnico da equipe.

A segunda eliminação veio mais tarde, ás 20h30, o Fortaleza perdeu para o São Raimundo de virada em Santarém-Pa. A equipe saiu na frente com gol de Heitor, mas os donos da casa viraram a partida com dois gols de Tiago. A derrota custou caro ao treinador Hemerson Maria que foi desligado do cargo após a eliminação do tricolor pela Copa do Brasil. 

A terceira eliminação veio com o Uniclinic no estádio Domingão em Horizonte, ás 20h30. A Águia da Precabura foi derrotada pela Portuguesa pelo placar de 2 a 1. Foi a segunda partida do treinador Roberto Carlos a frente do Uniclinic e a segunda derrota da equipe. 

O salvador da pátria surgiu na terra do padre Cícero. O Guarani-J venceu por 1 a 0, o Náutico com gol de Ítalo e segue na competição. Agora o Leão do Mercado enfrenta o Sampaio Corrêa na segunda rodada da Copa do Brasil. 

Em partida válida pela 6ª rodada do campeoanto cearense, o Ceará recebeu o Horizonte na Arena Castelão, às 19h30 e venceu pelo placar de 2 a 0, gols de Alex Amado e Richardson. 

A vitória garantiu o alvinegro na primeira colocação isolada com 15 pontos ganhos e está praticamente classificado para a próxima fase da competição. 

Já a equipe do Horizonte, conheceu a sua primeira derrota sob o comando de Leandro Campos, que havia vencido os dois confrontos desde sua chegada. 

Na próxima rodada, as duas equipes terão o mesmo adversário, o Itapipoca. 

O Vovô joga neste domingo,12, no Perilo Teixeira, ás 16h. Já o Horizonte enfrenta o Garoto Travesso, no domingo seguinte, 19, às 16h, no Domingão. 

FICHA TÉCNICA

Ceará 2x0 Horizonte

Local: Arena castelão

Horário: 19h30

Data: 09 de fevereiro / quinta-feira

Árbitro: Renato Pinheiro

Assistente: Arnaldo Souza e Eleutério Marques

Ceará: Éverson, Tiago Cametá, Rafael Pereira, Sandro, Romário; Richardson, Raul, Felipe Tontini (Felipe menezes); Lelê (Rafinha), Magno Alves e Douglas Baggio (Alex Amado). Treinador: Gilmar Dal Pozzo

Horizonte: Fábio Lima, Robert, Caio Acaraú, Marciano e Berg; Franklin, César Sampaio (Iago), Felipe e Doda; Isac e Canga (Davison). treinador: Leandro Campos. 

Gols: Alex Amado e Richardson

Renda 15.567, 00

Publico pagante 3.373

Publico não pagante 327

Na noite desta quarta-feira, 08, o Fortaleza empatou em 0 a 0 diante do Guarany-S no estádio do Junco e perdeu uma posição na tabela.

Com a vitória do Guarani-J sobre o Uniclinic, o leão agora é 3º colocado com 11 pontos ganhos. 

O próximo confronto do Fortalza será no domingo contra o Moto Club pela copa do nordeste.

Já o Guarany-S visita o Maranguape no estádio domingão, no sábado, 18, às 16h.

FICHA TÉCNICA

Guarany de Sobral 0 x 0 Fortaleza

Estádio do Junco - Sobral/CE

Arbitragem: Magno Cordeiro com assistências de Armando Lopes e Anderson Silveira.

GUARANY DE SOBRAL: Eliardo; Felipe Almeida, Waldson, Carlos Alberto e Jardel; Ricardo Baiano, China e Diego Mipibu (Ronaldo); William Crispim (Valtinho), Damião e Wanderley (Ivo Chilito) | Téc: Erasmo Forte.

FORTALEZA: Marcelo Boeck; Jefferson, Heitor e Ligger; Gastón, Anderson Uchôa, Vacaria (Bruno Melo) e Leandro Lima; Gabriel Pereira (Juninho Potiguar), Vinicius Baiano (Lucio Flavio) e Wesley | Téc. Hermeson Maria

Público pagante: 1.198

Não-pagante: 284

Renda: R$ 10.255,00

ESCRITO POR FELIPE CASTRO

Após empate em casa na primeira rodada da Copa do Nordeste, o Fortaleza foi a cidade de Teresina precisando recuperar os pontos perdidos, mas acabou não saindo de um simples empate em 1x1 com a equipe do Altos no estádio Lindolfo Monteiro. O jogo que era importante, pois ambos, haviam empatado na primeira rodada, acabam ficando para trás após vitória do Bahia no sábado.

O jogo na capital piauiense até começou favorável a equipe cearense, após jogada ensaiada que acabou na cabeçada do zagueiro Ligger que parou na trave, na sequência do lance, zagueiro não conseguiu afastar e Patrick, lateral do Altos acabou cometendo pênalti em cima do Lucio Flavio. O Atacante não desperdiçou, bola no canto, goleiro no outro, chegando a seu terceiro gol com a camisa tricolor.

Com o placar favorável, o Fortaleza dominou a partida, sem receber perigo, mas também sem ameaçar o gol do Alex Alves, goleiro do time piauiense. O Altos só iria finalizar 15 minutos após sair atrás no placar com um chute de fora da área feito por Jeremias, mas sem muito perigo ao Fortaleza. Situação que não iria mudar mesmo após a parada técnica.

O time comandado pelo Francisco Diá, este com passagem no Icasa em 2012, finalizou mais duas vezes, com o Do Santos e Patrick, mas Boeck não chegou a fazer nenhuma defesa. Enquanto o tricolor do Pici não encaixava mais a saída da bola, errando passes e sem chegar mais no campo de ataque. Ainda sim, sem atuar bem, controlava o jogo como desejava e merecia a vitória até ali. O que iria mudar após mudanças.

Altos voltou com Joelson no lugar do Tavares, no ataque, a segunda substituição da equipe que já havia trocado Patrick, por Thiaguinho na lateral esquerda, devido a lesão ainda no primeiro tempo. Ambos seriam responsáveis pela mudança de postura na equipe que dominou a segunda etapa e não durou muito a chegar ao empate.

Joelson que acabara de entrar, em condições duvidosas, cabeceou a bola no canto, após cobrança de falta de Esquerdinha. Após o gol aos oito minutos da segunda etapa, o Fortaleza que já não conseguia sair jogando no primeiro tempo, sofria pressão piauiense. Aos 19 da segunda etapa, o cruzamento da direita contou com o erro de posicionamento e tempo de bola do lateral Gabriel Silva, para chegar aos pés de Manoel que teve a finalização acabando na trave.

O Hemerson Maria tentou reverter o quadro, colocando Gabriel Pereira, tirando Leandro Lima já cansado, mas não mudou muito o quadro. O meio campo pouco criava, já que Wesley não aparecia no jogo e gramado dificultava a troca de passes. Altos começou a se posicionar para jogar no erro tricolor, mas não encaixou uma jogada para chegar ao tento.

O resultado acabara sendo justo pelo domínio de cada time em determinada etapa, e péssimo para suas ambições. Fortaleza volta a jogar agora contra o

Guarany de Sobral no Junco pelo Cearense, quarta feira e Altos recebe no mesmo dia o CRB de Alagoas pela Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA

Local da partida: Lindolfo Monteiro

Data: 05/02/2017

Hora: 16h

Altos: Alex Alves, Dos Santos, Vitor Salvador, Marcelo, Patrick (Thiaguinho), Nonato, Jeremias (Uilliam), Leandro Sobral, Esquerdinha, Manoel e Tavares(Joelson).

Técnico: Francisco Diá.

Fortaleza: Boeck, Gabriel Silva, Heitor, Ligger (Alan Vieira), Bruno Melo, Anderson Uchoa, Jeferson, Wesley, Gaston(Vacaria), Leandro Lima e Lucio Flavio.

Técnico: Hemerson Maria.

Gols: Lucio Flavio(Fortaleza) e Joelson(Altos).

Cartões amarelos: Leandro Lima e Wesley(Fortaleza); Uilliam (Altos).

Arbitro: Sebastião Rufino Ribeiro Filho - (PE) CBF

Assistente 1: Marcelinho Castro de Nazaré – (PE) CBF

Assistentes 2: Bruno César Chaves Vieira - (PE) CBF

Domingo, 05 Fevereiro 2017 23:37

Campinense vence o Uniclinic na Arena Castelão

Na tarde deste domingo, 05, o Uniclinic voltou a jogar pela Copa do Nordeste contra a equipe do Campinense-Pb e acabou amargando a sua segunda derrota na competição. 

A Águia da Precabura perdeu pelo placar de 1 a 0 com gol de Tiago Orobó. A vitória deixou o time de campina grande dividindo a liderança do grupo A com quatro pontos ao lado do Santa Cruz-Pe.

Já o Uniclinic está na lanterna do grupo sem conquistar nenhum ponto. A Águia volta a jogar na quarta-feira, 08, contra o Guarani-J no estádio Romeirão pelo campeonato Cearense. 

FICHA TÉCNICA

Local: Arena Castelão

Horário: 16h

Data: 05 de fevereiro de 2017

Árbitro: Paulo Sergio Santos Moreira - MA (CBF)

Assistente 1: Cicero Romao Batista Silva - MA (CBF)

Assistente 2: Carlos André Pereira Sousa - MA (CBF)

Quarto Árbitro: Glauco Feitosa

Uniclinic: Dionatan; Anderson Sobral, Luís Fernando, Airton Júnior e Teles; Lincoln, Jerson, João Neto e Eusébio; Edson Cariús e Moré
Técnico: Vladimir de Jesus

Canpinense: Gledson; Ronaell, Joécio, Paulo Paraíba e Gilmar; Negretti, Magno, Fernando Pires, Filipe Ramon e Renatinho; Tiago Orobó
Técnico: Sérgio China

Gols: Tiago Orobó

Cartões amarelos: Eusébio, Lincoln e Netinho (Uniclinic)

Público e renda: Não divulgados

 

ESCRITO POR PAULO AYRTON

A partida no Romeirão marcava as estreias do goleiro Eliardo (retornando ao Guarasol após rápida passagem pelo Baraúnas, de Mossoró/RN), e do meia Diego Mipibu (vindo do Santa Cruz/RN) no Guarany de Sobral. Além disso, também seria a primeira partida sem o centroavante Luiz Carlos, que foi dispensado pelo clube sobralense após polêmica comemoração diante do Ceará.

No Guarani de Juazeiro, a expectativa era por mais uma boa atuação de Leilson para, enfim, recolocar o Leão do Mercado no caminho das vitórias. A equipe do Cariri não ganhava desde a primeira rodada do estadual.

Logo no começo do primeiro tempo, aos 9 minutos, o estreante goleiro Eliardo percebeu que não teria vida tranquila em Juazeiro do Norte. Em rápida troca de passes entre Adenilson, Ronda e que terminou na conclusão de Leilson no braço de Jefferson Maranhense, o árbitro assinalou pênalti para os mandantes. Na cobrança, Adenilson inaugurou o placar na terra de Padre Cícero. Eliardo acertou o canto, mas não conseguiu efetuar a defesa. O Guaraju controlava as ações da partida e jogava com muita intensidade e sempre procurando jogadas em profundidade com os velozes Ronda e Leilson. Aos 11 minutos, Leilson recebe no lado direito e solta um petardo cruzado no canto direito de Eliardo. Nesse momento, o baixinho do Cariri igualava Maxuell, do Ferroviário, na artilharia do campeonato com 5 gols. Mas não iria parar por aí. Era só o começo. Aos 20 minutos, Ítalo, em jogada extremamente rápida, apareceu na grande área para fuzilar rasteiro no canto direito. Em 20 minutos de jogo já estava 3 a 0 para o Guarani.

No minuto 21, numa rara chegada do Guarany de Sobral, Jefferson Maranhense arrisca de fora, e a bola bate no braço de Regineldo, que havia aberto os braços de maneira deliberada. O árbitro da partida não titubeou em marcar o pênalti. Na cobrança, o próprio Jefferson Maranhense converteu de maneira muito semelhante ao pênalti cobrado por Adenilson alguns minutos antes. Aos 25 minutos, o treinador Junior Cearense sacou Magno e colocou William Chrispim em campo. Jefferson Maranhense seria recuado para que Chrispim, formado nas categorias de base do Fluminense, flutuasse pelo lado direito de ataque. Aos 30 minutos, China recebeu cartão amarelo por entrada dura em Ronda, que tentava escapar em velocidade pela esquerda. Instantes depois, Adenilson lançou Talisson em profundidade, mas o lateral arrematou sem o capricho devido. No entanto, logo em seguida, o lateral-direito cruzou para cabeçada do pequenino Leilson e o impedimento foi equivocadamente assinalado pelo bandeira. A sorte é que não faria diferença para o Leão do Mercado. O baixinho Leilson estava levando os marcadores sobralenses à loucura e Emerson foi amarelado após baixar o sarrafo no endiabrado jogador do Guarani de Juazeiro. Aos 42 minutos, Leilson cortou Emerson e finalizou no cantinho à direita de Eliardo, mas o goleiro realizou grande defesa no lance.

O árbitro apontou quatro minutos de acréscimos e encerrou o primeiro tempo.

As equipes recomeçaram o segundo tempo sem mexidas. Lembrando que o Guarany Sobral já havia realizado duas alterações no primeiro tempo.

O começo fulminante do Leão do Mercado coincidiu com extremo desleixo por parte do sistema defensivo do Cacique do Vale. Aos 5 minutos da etapa complementar, Leilson recebe em profundidade e fuzila para fazer seu segundo gol na partida e 6º no campeonato, se tornando o artilheiro isolado até o presente momento. Três minutos depois, em mais uma falha grotesca do Guarany, Ítalo apareceu para guardar seu segundo tento na tarde de muito calor em Juazeiro do Norte. A exemplo do primeiro tempo, o time juazeirense se mostrava implacável nos minutos iniciais. A defesa do Guarany de Sobral entregou o ouro e o Leão do Mercado não vacilou.

O Guarany de Sobral passou a explorar jogadas aéreas e conseguiu fazer seu segundo gol na partida dessa maneira. Aos 12 minutos, em cobrança de escanteio, o zagueiro Carlos Alberto se antecipou ao seu marcador e cabeceou para o fundo das redes de Fábio.

Guarasol mostrava abatimento e pouco trabalho coletivo. Aos 18 minutos, a jogada que seria a tônica da equipe comandada por Junior Cearense, bola no William Chrispim, que fintou o marcador e disparou forte para ótima defesa de Fábio. Na volta da parada técnica, novamente todos procuravam Chrispim e que o hábil jogador conseguisse superar a marcação sozinho ou sofresse faltas laterais para que Diego Mipibu ou Jefferson Maranhense cruzassem bolas na área adversária. Não havia nenhuma jogada trabalhada por parte da equipe de Sobral.

Aos 25 minutos, em contragolpe do Guaraju, Jacaré teve toda a calma do mundo, levantou a cabeça e encontrou Leilson livre para cabecear em gol e Eliardo salvar com os pés no contrapé. Guarasol estava completamente exposto aos contra-ataques puxados por Ronda e Leilson.

Entretanto, o Guarani de Juazeiro passou a administrar a larga vantagem construída e só houve lance de maior perigo aos 46 minutos da etapa final, quando o lateral Zé Aquiraz soltou um torpedo, Eliardo se atrapalhou com a bola venenosa, mas conseguiu efetuar a defesa.

O árbitro, que havia apontado cinco minutos de acréscimos, encerrou a partida poucos minutos antes do previsto.

Com a goleada e os três pontos no bolso, a equipe de Juazeiro do Norte subiu para a terceira colocação, com 8 pontos na tabela. Além disso, passa a ter o artilheiro da competição (Leilson – 6 gols) e o melhor ataque do certame (11 gols marcados). Na próxima rodada, dia 08/02, o Leão do Mercado, novamente em casa, recebe o Uniclinic, às 20h20.

Já o Guarany de Sobral anunciou a demissão do treinador Junior Cearense e procura rapidamente contornar o quadro adverso. No momento, o Cacique do Vale é o penúltimo colocado com 4 pontos e possui a pior defesa da competição com 12 gols sofridos. Embora as equipes ainda estejam muito próximas na tabela de classificação, é preciso reagir o quanto antes e apresentar um futebol mais consistente, com mais alternativas. E o Guarasol não terá vida fácil na rodada seguinte, pois receberá o Fortaleza, no estádio do Junco, dia 08/02, às 21h30.

CAIU

Junior Cearense não é mais o técnico do Guarany Sporting Club. O treinador, em comum acordo com a diretoria do clube, se desligou do comando técnico da equipe, após derrota para o Guarani-J. Pela equipe sobralense, Junior Cearense foi campeão da Fares Lopes em 2015 e deixou o time entre os quatro primeiros colocados em 2016, além de ter disputado várias finais como atleta pelo Guarany. A diretoria agradece ao técnico Junior Cearense pelos serviços prestados ao clube.

FICHA TÉCNICA

Local: Romeirão

Data: 05/02/2017

Hora: 16h

GUARANI DE JUAZEIRO: Fábio, Talisson, Regineldo, Pedro Lucas, Zé Aquiraz, Dim, Da Silva (Rafael Tchuca), Adenílson, Leilson, Ítalo (Roberto Jacaré) e Ronda (Emerson Catarina).

Técnico: Washington Luiz

GUARANY DE SOBRAL: Eliardo, Felipe Almeida (Alan e depois Ivo de Sousa), Romário Mendes, Carlos Alberto, Magno (William Chrispim), China, Ronaldo, Diego Mipibu, Emerson, Waltinho e Jefferson Maranhense.

Técnico: Júnior Cearense

GOL: Guaraju: Leilson (2x), Ítalo (2x) e Adenilson / Guarasol: Jefferson Maranhense e Carlos Alberto

CARTÕES AMARELOS: Da Silva (Guaraju); Jefferson Maranhense (Guarasol); China (Guarasol); Emerson (Guarasol); William Chrispim (Guarasol) e Roberto Jacaré (Guaraju)

Árbitro: Adriano Barros (FCF)

Assistente 1: Jailson Albano (CBF)

Assistente 2: Arnaldo Lima (FCF)

4º árbitro: Ivanildo Bezerra (FIFA)

Domingo, 05 Fevereiro 2017 00:04

Horizonte de esperança

ESCRITO POR PAULO AYRTON

Embora a partida tenha tido como mandante o Tiradentes, quem estava em casa era o Horizonte. Em mais uma partida realizada no Domingão, as equipes que não se enfrentavam desde 2014 pelo campeonato cearense duelarem sob forte calor. O treinador Leandro Campos, em sua segunda partida a frente do Galo do Tabuleiro, buscava a segunda vitória consecutiva e consequente manutenção dos 100% de aproveitamento desde sua chegada. Para isso, o treinador conseguiu repetir a escalação que havia derrotado o Fortaleza na última jornada. Já Sérgio Alves, visando preservar o veterano Valdir Papel, escalou inicialmente o jovem e promissor Allef para fazer companhia a Léo Olinda na linha de frente do Tigre da PM.

A partida começou em ritmo lento, com as equipes trocando passes laterais e especulando cada movimento. Mas logo o Horizonte percebeu por onde seria o caminho das pedras e tratou de concentrar suas ações pelos lados do campo. O comandante Sérgio Alves demonstrava muito descontentamento com as atuações de seus dois laterais. No entanto, havia Leo Olinda. Aos 11 minutos da etapa inicial, o baixinho insinuante deixou o marcador na saudade, tocou para Alan que encontrou Allef infiltrando em velocidade. Porém, Fábio Lima salvou o Galo do Tabuleiro com os pés. O Tiradentes sentiria falta dessa vitória pessoal de Léo Olinda contra um Horizonte bem armado por Leandro Campos. Isso sem contar a vital contribuição do baixinho na recomposição pelo flanco esquerdo.

Sérgio Alves teve de mexer na equipe com a fisgada na parte posterior da coxa direita do experiente volante Michel. Nanin Cearense entrou em seu lugar.

O Horizonte seguia martelando pelos lados do campo. Tanto martelou que abriu o placar em cruzamento do lateral Robert que encontrou Isac para testar em gol, a bola ainda desviou nos zagueiros que bateram cabeça no lance. Isac já havia marcado contra o Fortaleza. O Tiradentes mantém a preocupante estatística de ter a sua defesa vazada em todas as partidas do estadual.

Aos 24 minutos, Felipe Marques finalizou forte de fora da área obrigando Alberto a fazer importante e difícil defesa. No escanteio, Isac quase assinalou seu segundo tento na peleja. No terceiro escanteio consecutivo, cobrado por Doda, o zagueiro artilheiro Caio Acaraú subiu mais alto que todo mundo e fez o segundo gol para o Galo. Foi o primeiro jogo em que a equipe de Horizonte balançou as redes mais de uma vez na mesma partida.

O jogo ficou bastante truncado, e o árbitro amarelou Diego Silva aos 31 minutos, e Isac aos 34 da etapa inicial. Aos 36 minutos, Leo Olinda, que já vinha sentindo dores no tornozelo, deixou o gramado para a entrada de Jonatan. O treinador Sérgio Alves, ainda no primeiro tempo, se viu obrigado a efetuar a segunda alteração por problemas físicos.

A construção de jogadas desde a defesa do Tiradentes foi muito prejudicada pela forte marcação exercida pelo Galo do Tabuleiro no primeiro tempo. Fechava os espaços e, ao retomar a posse, logo acionava as peças pelos lados que procuravam alçar bolas visando o último toque do perigoso Isac.

O árbitro deu 4 minutos de acréscimos e encerrou a primeira etapa. Durante praticamente todo o primeiro tempo percebeu-se um espaçamento entre os setores do Tigre da PM e foram repetidamente explorados pelos flancos pelo Horizonte.

As equipes voltaram sem mexidas para o segundo tempo, mas o que se viu em campo foi um Tiradentes valorizando a posse de bola e trocando passes bem elaborados a fim de furar a defesa bem postada por Leandro Campos. Aos oito minutos da etapa complementar, Nanin Cearense cortou da esquerda para a perna direita e soltou um tirambaço para ótima defesa do inspirado Fábio Lima.

Aparentemente, o Tigre ensaiava nova reação no campeonato, vide reviravoltas nos enfrentamentos diante do Uniclinic e Guarani de Juazeiro. Aos 10 minutos, Eduardo, surpreendendo a todos, chutou forte de perna esquerda para mais uma defesa difícil do arqueiro Fábio Lima. Aos 13 minutos, em bola esticada para Isac, o goleiro Alberto se precipitou na saída do gol, perdeu o tempo de bola e se viu obrigado a cometer falta lateral em Isac, que já havia tomado sua frente. A cobrança, no entanto, não resultou em perigo e salvou a pele de Alberto.

Tiradentes trabalhava melhor a bola, mas quando o Galo do Tabuleiro chegava em bolas alçadas sempre levava perigo à meta de Alberto.

Aos 20 minutos, o goleiro do Tigre salvou em cabeceio de Canga.

Aos 21 minutos, Yago entrou no lugar de Doda. O objetivo era encorpar o meio-campo. Embora tenha cobrado o escanteio que resultou no segundo gol horizontino, Doda se mostrou pouco participativo ao longo da partida.

Na volta da parada técnica, gol do Tiradentes! Em trama com Allef, o lateral Eduardo cruzou rasteiro da direita e encontrou Jonatan na pequena área para empurrar para o fundo do barbante. O empate parecia questão de tempo. Parecia.

Aos 35 minutos, Alan saiu para a entrada de Valdir Papel. Sérgio Alves, inicialmente, pensou em colocar o recém contratado meia Jadson (oriundo da base do Corinthians), mas acabou optando pelo experiente avante Papel. Já no Horizonte, aos 37 minutos, o lateral Berg saiu para a entrada de Fabinho.

A partida ficou cadenciada, mais lenta e a intensidade de outros recortes da jornada já não mais era vista em campo. Aos 42 minutos da etapa complementar, Felipe Marques deu lugar a Deivison. Com essa mexida, Leandro Campos procurou dar maior dinamismo nas ações ofensivas no último terço do campo. Entretanto, o lance de maior perigo aconteceu quando o goleiro Alberto, em mais uma saída atabalhoada, viu Canga finalizar do meio da rua e a bola sair caprichosamente pela linha de fundo.

O árbitro deu seis minutos de acréscimos e encerrou a partida.

Horizonte chegou a segunda vitória consecutiva, se reabilitou no campeonato, alcançando provisoriamente o 6º lugar. Com isso, o Guarany de Sobral entrou na zona do rebaixamento. O Galo do Tabuleiro, por sua vez, terá mais uma pedreira pela frente na próxima rodada, quando enfrenta o Ceará, dia 09/02, na Arena Castelão, às 19h30.

Já o Tiradentes, embora tenha o melhor ataque da competição com 10 gols marcados, possui a defesa mais vazada ao lado do Maranguape, com 9 gols sofridos. O Tigre da PM terá na próxima rodada o próprio Gavião da Serra, no Domingão, dia 11/02, às 16h.

FICHA TÉCNICA

Local da partida: Domingão

Data: 04/02/2017

Hora: 16h

Tiradentes: Alberto, Eduardo, Maceió, Kelvin, Danilo, Diego, Michel (Nanin Cearense), Jailton, Alan (Valdir Papel), Leo Olinda (Jonatan) e Allef.

Técnico: Sérgio Alves

Horizonte: Fábio Lima, Robert, Caio Acaraú, Marciano, Franklin, Berg (Fabinho), Felipe Marques (Deivison), César Sampaio, Doda (Yago), Canga e Isac.

Técnico: Leandro Campos

Gols: Isac e Caio Acaraú (Horizonte); Jonatan (Tiradentes)

Cartões amarelos: Diego Silva (Tiradentes); Isac (Horizonte); Jailton (Tiradentes); Yago (Horizonte)

Árbitro: Magno Cordeiro (FCF)

Assistente 1: Samuel Oliveira (CBF)

Assistente 2: Marcelo Melo (FCF)

4º árbitro: Leandro Martins (FCF)

Público: 1.045 (Não pagante: 133; Público total: 1.178)

Renda: R$ 4.225

Na partida que abriu a 5ª rodada do campeonato cearense, Uniclinic e Ferroviário empataram em 2 a 2. 

O resultado foi melhor para a Águia da Precabura que assumiu a vice liderança da competição se beneficiando da derrota do Tiradentes.

E foi o Uniclinic quem abriu o marcador aos 36 minutos do primeiro tempo. Após belo cruzamento da direita, Edson Cariús marcou de cabeça fazendo a Águir ir para o intervalo em vantagem no placar. 

No segundo tempo o técnico Marcelo Vilar colocou Mota no lugar de Carlos Alberto. A mudança surtiu efeito e o Uniclinic provou do seu próprio veneno. 

Cruzamento da direita e Maxuell aos três minutos do segundo tempo empatou de cabeça. O Ferroviário virou o jogo, dessa vez pela esquerda. Aos 27 minutos, Mota recebeu belo passe de Maxuell, invadiu a área e cruzou para Vitinho virar a partida. 

Não deu nem tempo da torcida coral comemorar, pois aos 30 minutos mais uma vez Edson Cariús marcou o segundo dele e do Ferrão. Dando números finais a partida. 

O próximo compromisso do Ferroviário será diante do Ceará, ás 21h, na Arena Castelão. O Uniclinic vira a chave e volta a jogar pela Copa do Nordeste no domingo, ás 16h contra o campinense na Arena castelão. 

FICHA TÉCNICA

Uniclinic 2x2 Ferroviário

Loca: estádio Domingão, Horizonte.

Horádio: 21h30

Data: 01 de fevereiro

Árbitro: Gleysto Gonçalves

Assistente 01: Nailton Oliveira

Assistente 2: Roberto Pereira

Uniclinic: Dionantan; Amaral, Luiz Fernando, Airton Jr. e Teles; Lincol, Jerson(Netinho), Leylon e Eusébio; Edson Cariús e Moré(Preto). Técnico: Vladimir de Jesus

Ferroviário: Mauro; Gustavo(Batata), Erandir, Túlio e Jeanderson; Jonathan, Vitinho, Glauber e Carlos Alberto (Mota); Maxuell e Léo.. Técnico: Marcelo Vilar

Gols: Edson Cariús 2x (Uniclinic); Maxuell e Vitinho (Ferroviário)

Cartões amarelos: Leylon (Uniclinic); Erandir, Vitinho, Jonatas e Batata (Ferroviário)

Cartões vermelhos: Batata (Ferroviário)

Finalizada a 4ª rodada do campeoanto brasileiro neste domingo, 30, com os times da capital cearense nas primeias posições. 

A rodada começou na quarta-feira com o empate entre Ferroviário 1x1 Maranguape, jogo que marcou a reestreia de Mota com a camisa do Ferrão.

No sábado, mais um empate no estádio domingão. Tiradentes e Guarani-J empataram em 3 a 3. 

No domingo só tivemos jogos com vencedores. Destaque para a vitória do Horizonte pra cima do Fortaleza. Isac marcou o único gol da partida. 

Fora de casa o Uniclinic venceu o Itapipoca por 2 a 0. Finalizando a rodada, o Ceará venceu o Guarany-S por 2 a 1. 

A classificação da quarta rodada terminou com: 1º Tiradentes; 2º Uniclinic; 3º Fortaleza; 4º Ceará e 5º Ferroviário.

Antes dos jogos da 5ª rodada, Ceará x Tiradentes se enfrentam em jogo atrasado da 1ª rodada. 

Os dois clubes se enfrentam na quarta-feira, 01, ás 19h30 na Arena Castelão. 

Na noite deste domingo, 29, o Ceará enfrentou a equipe do Guarany-S pela 4ª rodada do campeonato cearense na Arena Castelão.

Mesmo com um homem a menos o Vovô venceu pelo placar de 2 a 1 e encostou nos líderes da competição. 

Os gols foram marcados por Rafael Pereira e Lucas Siqueira para o Ceará. Luis Carlos descontou apra o Caique do Vale.

Com o resultado o Ceará subiu para 4ª posição, com 6 pontos ganhos e encostou nos líderes da competição Tiradentes, Uniclinic e Fortaleza com 7 pontos. 

A próxima partida do Vovô será na quarta-feira, 01, quando o Vovô enfrenta o Tiradentes na Arena Castelão, ás 19h30 em partida válida pela 1ª rodada.

FICHA TÉCNICA

Ceará 2x1 Guarany-S

Local: Arena Castelão

Horário: 18h30

Data: 29/01/2017

Árbitro: Léo Simão

Assistente 1: Anderson Farias

Assistente 2: Carolina Romanholi

Quarto Árbitro: Alexandre Peixoto

Ceará: Éverson; Tiago Cametá, Sandro, Rafael Pereira e Lucas; Raúl, Richardson e Felipe Tontini (Diones); Douglas Baggio(Nathan), Alex Amado(Rafinha) e rafael Costa. Treinador: Gilmar dal Pozzo.

Guarany-S: Thiago; Felipe Almeida, Romário, Carlos Alberto e Alex; China, Alan(Willian), Ricardo Baiano(Emerson) e Luis Carlos; Jeferson Maranhense e Damião(Wanderley). Treinador: Júnior Cearense. 

Cartões amarelos: Raul, Richardson (Ceará); Ricardo baiano, China, Damião, Jeferson Maranhense(Guarany-S)

Cartões vermelhos: Richardson (Ceará)

Público pagante: 3.601

Não-pagante: 223

Renda: R$ 24.402,00

Página 7 de 17